• Slider
  • Slider
  • Slider

Sucesso e reconhecimento

Nós brasileiros precisamos de uma boa dose socrática afim de conhecer os conceitos que permeiam nossa linguagem, por distorcer constantemente o significado das palavras. Um dos conceitos que acredito serem bastante pertinentes debater é a diferença entre sucesso e reconhecimento.

A melhor expressão encontrada no dicionário para o sucesso é êxito e prosperidade, enquanto a palavra reconhecimento (tomemos no sentido fama), notabilidade e reputação.

Pessoalmente afirmo ter experiências de sucesso em alguns setores, fracassos em outros e momentos de reconhecimento, seja por instituições e empresas, ou mesmo pelo público. Mas para o senso comum sucesso é fama, estrelato, estar constantemente na mídia, ser imitado ou invejado.

Obter sucesso é completar com êxito um determinado objetivo. Se formar em uma área, escrever um livro, compor uma música, conseguir o emprego que tanto almejava….isso é sucesso. Muitas vezes ninguém irá reconhecer isso, não sairá nos jornais, ninguém te dará um tapinhas nas costas… sempre foi entre você e seu íntimo. Imagine um médico após realizar uma cirurgia com risco de fatalidade e ser bem sucedido na operação salvando seu paciente; o que importa: O feito ou os aplausos?

Incontáveis são os desertores dos próprios sonhos, da carreira, por confundir estes conceitos. Sucesso não é "encher as burras” de dinheiro e ser reconhecido em todos os lugares… quem busca isso são as almas vaidosas que necessitam se auto-afirmar. Conheço pessoas de diversas áreas extremamente bem sucedidas e anônimas na multidão, realizando trabalhos incríveis que certamente mudam a sociedade para um nível superior e é isso que importa.

Em suma, respeite seu tempo, seus limites. Faça um planejamento e crie metas alcançáveis sendo disciplinado, aprendendo a comemorar as pequenas realizações do percurso e repensar derrotas recalculando a trajetória e estratégia…e o mais importante é você mesmo reconhecer seus feitos, o quanto evoluiu na jornada, pois a fama muitas vezes é forjada ou passageira e o que importa é a sua contribuição…a maioria desiste no começo, não se esqueça; portanto celebre suas vitórias!

Encerro com o brilhante e ímpar filósofo Aristóteles “O fim da vida não é receber honrarias, mas sim merece-las”.

Busque merece-las!

https://www.youtube.com/watch?v=U5ksx8I2o_Q

<< Voltar