• Slider
  • Slider
  • Slider

O que é arte?

Desde a pré história, o homem primitivo deixa sua marca espiritual, evidente nas cavernas pela pintura arcaica - arte rupestre. Batalhas, animais, tribos, a luz solar…. e tantas outras percepções da realidade.

Podemos compreender arte como expressão do espírito humano, visando na estética uma linguagem capaz e com o intuito de expressar sentimentos, ideias e percepções do mundo ou metafísica. Vemos na arquitetura, desenho, escultura, pintura, escrita, música, dança, teatro e cinema as principais áreas de atuação que muitas vezes se misturam, se embelezam e acrescentam sentidos variados. 

A arte possui duas vertentes: a arte utilitária e as belas artes. A primeira não possui um sentido estético como fundo principal. Copos, garfos, pratos são exemplos simples de arte utilitária, utilizamos cotidianamente com o intuito de facilitar nossa existência e nem nos damos conta que é arte. As belas artes difere do sentido prático/necessário; pois você não precisa de música, cinema ou outra expressão artística para viver, porém é o que colore nossa alma, nos instiga a sentimentos, reflexões, mudança de humor, estado físico e espiritual entre tantos outros fenômenos inefáveis que só a arte nos possibilita. 

Mas o que está acontecendo hoje?

Vejo discussões sobre o que é ou não arte ao depararmos com "peças de teatro” que não produz beleza e reflexão mas apenas crimes segundo nosso código penal. O surgimento de “músicas" na qual não há harmonia, melodias desafinadas e empobrecidas, rítmica e timbres industriais CONTROL C / CONTROL V, mas por “defenderem" algum aspecto político, gênero, “minorias" ou qualquer outra bobagem dada como argumento na tentativa de silenciar a crítica (já que não há o mínimo talento e conhecimento real artístico), assistimos paralisados e atônicos tudo que é pobre e feio assumir a cultura como um padrão. Brasil, patria que gestou Tom Jobim, Villa-Lobos (só para citar na música) e ver o abismo do nosso tempo….que tristeza. 

É notório observar que o mundo está perdendo suas referências estéticas. O feio, o triste, o que não enobrece a alma ganha cada vez mais espaço cultural enquanto o belo busca um espaço exprimido em poucos canais de comunicação. 

Acredito que nós artistas e consumidores de arte devemos mudar este panorama urgentemente para o bem da nossa civilização. O ponto central é distinguir belas artes do que é apenas grotesca expressão de mau gosto e mediocridade sustentada por grupos específicos com interesses escusos (não é teoria da conspiração). 

Em fim, sobre toda discussão contemporânea sobre o que é ou não arte simplifico: Estando exposto a uma expressão artística ela é capaz de nos transformar positivamente? Nos aproxima do criador? Nos faz refletir a condição humana/social? Nos traz a luz da verdade? Se preciso questionar-me se realmente se é arte, provavelmente não é arte ou é instrumento inegável de seres obtusos. 

https://www.youtube.com/watch?v=Xbt8436liqo&t=333s

<< Voltar