Games

A humanidade ao longo dos milênios foi evoluindo sob vários prismas. Após a revolução industrial a busca por invenções e aprimoramentos tecnológicos torna-se incessante.  O acúmulo e geração de riquezas atrelados a conquista das necessidades básicas começou a aspirar por lazer, preencher o tempo ócio com atividades que refrigerasse a alma, catarse ou pura diversão.

Em 1972 surge o ATARI, a empresa de produtos eletrônicos responsáveis pela popularização dos jogos eletrônicos. Ao longo dos anos surgiram diversas empresas rivais buscando conquistar cada vez mais espaço nesta indústria de entretenimento. Termos como 4bits, 8bits, 16bits, 32bits, 1 geração , 2 geração tornou-se linguajar comum. A cada nova geração uma corrida por mais adeptos afim de conquistar a maior fatia do mercado, novos concorrentes, novas empresas desenvolvendo hardware e software.

Segundo a revista Super Interessante, a indústria dos games possui o maior faturamento na indústria pop de entretenimento US$91Bi, bem acima do cinema US$38,5Bi e da música US$15Bi (fonte1). Um bom exemplo é o título GTA V, presente em diversas plataformas – lançado em 2013; foram gastos aproximadamente US$233mi (fonte2) e recebeu US$6Bi em vendas até hoje, se consagrando como produto mais rentável da cultura pop dos últimos tempos, superando qualquer filme, música ou livro (fonte3).

Jogar videogames deixou de ser algo de crianças e adolescentes. Muitos adultos e até idosos se divertem, trabalham seus reflexos (nintendo Wii que o diga), instiga novos desafios PUZZLE, forçam suas memórias mas acima de tudo se divertem.

Confesso que meu hobby sempre foi games. Depois de longas horas de música estudando e trabalhando, passava horas descontraindo e até mesmo sendo desafiado na frente da TV com o joystick nas mãos. Passei por todas as gerações, cheguei a ter a grande maioria dos consoles lançados. Por questões econômicas, jogávamos os consoles que não podíamos adquirir em locadoras especializadas ou casa de amigos.

Lembrei nestas férias com carinho os amigos que fazia desde os tempos de escola, emprestando jogos e frequentando nosso lar e vice versa. Aproveitávamos a disparidade de consoles entre os amigos para jogar o que não teríamos acesso devido naquela época ja haver jogos exclusivos – master system x nes, depois megadrive x super nintendo e assim sucessivamente.

Procuro nas férias relaxar minha cabeça. Faço passeios, ouço mais músicas, leio livros e sim, jogo mais videogame e emuladores em meu IMAC para o START da nostalgia. Mas algo que me incomoda são os fanboys. Fanboy é o tipo de pessoa que não importa o quão uma empresa peque, ou algo do concorrente seja melhor, ela precisa defender a qualquer custo seu console… tenho certeza que é um problema de auto-afirmação. Canais e mais canais do youtube (com muita gente barbada) deixa de se divertir para acusar, desmerecer, denegrir como se fosse FLA FLU (clássico do futebol carioca)…. quanta tolice. Alguns acabam ganhando dinheiro das empresas para o marketing positivo ou negativo por serem formadores de opinião. Para ter uma idéia tive os seguintes videogames: MSX, nes, master system, megadrive, super nintendo, Ps1, Ps2, Ps3, Ps4, nintendo 64, DreamCast, Nintendo Wii, Xbox, Xbox360, Xbox One, PSP e PS Vita… com certeza tenho críticas e elogios a todos os consoles…. mas ser fanboy? O que vale não é diversão e reunir os amigos? A escolha de um produto deve ser baseada nas necessidades individuais, questão subjetiva que alguns insistem em torná-la universal.

A interatividade e desafios proporcionados pelos jogos são seus principais ingrediente de sucesso. Os principais concorrentes: filmes, seriados, livros entre outros produtos culturais, não lhes da o poder de escolha…somos apenas passivos recebendo as imagens e ideias. Os games são uma revolução cultural, um novo paradigma e dificilmente será transpassado facilmente. 

FONTE: https://super.abril.com.br/mundo-estranho/que-industria-fatura-mais-do-cinema-da-musica-ou-dos-games/ 

FONTE: http://g1.globo.com/tecnologia/games/noticia/2013/09/game-mais-caro-ja-criado-gta-v-e-lancado-nesta-terca-feira.html

FONTE: https://jogos.uol.com.br/ultimas-noticias/2018/04/09/gta-v-e-o-produto-mais-lucrativo-da-historia-do-entretenimento.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *