Endorse

Apoiar, promover, patrocinar, endossar… essas são geralmente as traduções que melhor exprime a tão sonhada verbete para a grande maioria dos músicos… ser endorse, ou traduzindo, ser apoiado por alguma grande marca.

Mas afinal o que é ser um endorse?

Quais as responsabilidades?

Tarefas? Contratos?

O que isso muda em minha carreira?

Queridos amigos, saia um pouco da matrix, deixe seu instrumento um pouco de lado e vamos falar de negócios. Por que alguém ou alguma marca vai apoiá-lo? Quais seus diferenciais? Seus trabalhos publicados? Sua capacidade de liderança e opinião tendo validade e referência para outras pessoas?

O que devemos compreender é que música não é só arte e expressão do espírito mas sim, NEGÓCIO! Existe portanto uma equipe de Marketing (mercado), que analisa todos os projetos, material enviado, curriculum…selecionando os que acredita possuir maior credibilidade, alcance e a qualidade de modificar positivamente a opinião alheia consumindo determinado serviço ou produto da marca/empresa.

A primeira coisa que digo é: não tenha ilusão! Ter apoio não significa sucesso, “burro na sombra” ou outra expressão, o apoio surge quando é INTERESSANTE para a marca primeiramente – jamais se esqueça disso! Para ter apoio é necessário criar valores; músicas publicadas, livros, matérias em revistas especializadas, site, canais de comunicação em redes sociais com grande visibilidade…

Outro ponto importantíssimo, ser apoiado é uma via de mão dupla – você apoia também esta marca? Conhece os produtos profundamente? As possuí ou teria total tranquilidade em pagar para poder adquirir estes produtos? Pois seu nome estará vinculado a marca e você jura mesmo que vai sair com a foto daquela guitarra que despreza de todo coração e acaba ainda usando uma outra no show?! COERÊNCIA!!!!

Em minha carreira pude presenciar músicos que trocam de endossamento como trocam de roupa, isso é péssimo para ambos, marca e músico. Lembrando que cada empresa possui um tipo diferente de endossamento. Algumas possuem caixa financeiro para dar equipamentos, outras porcentagens excelentes de compra, há as que dão condição de revenda e lucro de equipamentos… questão de perfil, diálogo e oportunidade. 

Em suma. Tudo é uma troca. Procure primeiramente gerar valor, ampliar a linguagem, ter um excelente material para enviar de preferência pessoalmente as equipes de marketing, prepare o seu melhor português, tenha a coerência de conhecer profundamente o que quer e gostando do que irá adquirir…. e se prepare para um NÃO! Exato, não pense que será fácil, mas acredite sempre em si mesmo e no que está produzindo pois este é o primeiro passo, como alguém vai apoiá-lo se você mesmo não confia em seu próprio trabalho??? 

Uma dica extra: Qual o melhor momento de buscar uma nova oportunidade de trabalho? Quando está bem empregado; ou seja, faça seu caminho o melhor que puder buscando atrair olhares empresariais… sua barganha de negociação será sempre muito melhor!

Acesse também o link e assista o vídeo referente a este tema: